História

Criada em 2007 no Rio de Janeiro, com foco na área de consultoria e resposta a emergências ambientais, desde a sua fundação a OceanPact participa de forma expressiva em operações de resposta a derramamento de óleo no Brasil e no exterior, ampliando a sua atuação por toda a América Latina.

Sua equipe participou da resposta a grandes incidentes ambientais dos últimos 20 anos, incluindo os combates ao vazamento de óleo na Baía de Paranaguá, em 2004, e no Campo do Frade, situado na Bacia de Campos, em 2011. Em 2010, atuou na resposta ao maior desastre ambiental da história da perfuração de petróleo offshore: o vazamento de óleo da Deepwater Horizon, localizado no Golfo do México, nos Estados Unidos, prestando serviços de contenção e recolhimento de óleo. Também atuou nas emergências ambientais causadas por rompimentos de barragens em Mariana, Minas Gerais, em 2015, e em Brumadinho, Minas Gerais, em 2019, prestando serviços de gerenciamento de emergência ambiental. Atuou, ainda, em outras emergências relevantes com naufrágios e outros derramamentos de óleo de grandes proporções.

Em 2011, por meio de uma joint venture com a empresa americana Witt O’Brien’s, líder mundial em consultoria especializada em respostas a emergências e crises há mais de 35 anos, o Grupo OceanPact criou a Witt O’Brien’s do Brasil (WOB). A Witt O’Brien’s do Brasil cria valor ao fornecer serviços de consultoria especializada e interdisciplinar nas áreas de meio ambiente, segurança e gestão de riscos, assim como em todas as etapas do ciclo de vida de uma potencial emergência ou crise. A empresa promove, assim, sustentabilidade e resiliência operacional.

Em 2013, a OceanPact ampliou a abrangência dos seus serviços marítimos e ambientais formando outra joint venture, desta vez com a inglesa Gardline, com mais de 50 anos de atuação no mercado internacional de levantamento de dados no mar (marine survey). Teve início a Gardline do Brasil, hoje OceanPact GEO. A aquisição total ocorreria seis anos depois, tornando a OceanPact a detentora da maior frota de barcos dedicados à pesquisa no Brasil, para projetos nas áreas de meio ambiente, geologia, geofísica, geoquímica, oceanografia e geotecnia.

Em 2018, a OceanPact adquiriu integralmente a Servmar, companhia brasileira com 30 anos de experiência em remediação de áreas contaminadas, serviços de engenharia e facilities, incluindo a operação dos Centros de Defesa Ambiental — CDAs, da Petrobras.

A OceanPact sempre investiu na construção de uma empresa sólida — com equipe, ativos e sistemas inovadores. Hoje, possui uma equipe com mais de 300 oceanógrafos, biólogos, bacharéis em ciências náuticas, engenheiros (navais, ambientais, químicos, industriais, dentre outros), mestres e doutores. Esse time presta serviços diferenciados, opera uma extensa frota de embarcações especializadas e os maiores inventários de equipamentos de prevenção e combate a derramamentos no mar e de coleta de dados oceanográficos da América Latina.

Com quinze filiais em nove estados brasileiros, e subsidiárias na Holanda, México, Reino Unido, Noruega e Uruguai, a OceanPact não mede esforços para atender seus clientes de forma eficiente, segura e ambientalmente correta.